sábado, 12 de janeiro de 2013

Estrias, perda de peso e hipersudorese




Fala, seres celomados!!! E aí, tudo bem?!

Hoje eu decidi falar sobre alguns assuntos que envolvem um pouco de biologia o que se torna um pouco irônico devido ao fato de eu não gostar muito da matéria de biologia em si.

Então, meus caros leitores, quatro dias atrás eu fui ao dermatologista para ver 2 problemas. Um deles é por eu ter algumas estrias no corpo o que de certa forma é normal e eu vou explicar um pouco mais ao decorrer desse post. O outro vocês vão saber após a explicação do primeiro.

Assim que cheguei ao dermatologista falei sobre as minhas estrias que estão localizadas na região abaixo da cintura e na região atrás dos ombros e perguntei o porquê dessas estrias. Ele me falou que poderiam ser por vários fatores tais como: obesidade, crescimento muito rápido, emagrecimento ou ganho de muita massa em um curto tempo, alterações hormonais entre outros.

No meu caso foi devido ao fato de eu ter engordado muito, mais muito mesmo em um pequeno intervalo de tempo. Engordei em torno de 23kg em 1 ano. Haha... Quando falei isso para o dermatologista ele logo disse que esse foi o problema e falou que eu tomasse mais cuidado com isso porque a pele fica como um elástico que relaxa de tanta mudança. As estrias são resultado da falta de colágeno em algumas áreas do corpo, logo se você engordar ou crescer muito em pouco tempo poderá causar o aparecimento das mesmas.

Depois ele disse foi que eu deveria parar de tomar refrigerante (desde o dia 29 de Dezembro de 2012 eu não tomo haha...), não comer muita gordura, doces e diminuir o consumo de massas. Também voltar a fazer uma atividade física, coisa que irei voltar a fazer também... Irei voltar à academia, correr e jogar basquete! =D 

Portanto, irei perder o excesso de gordura e com a volta à academia ganharei assim massa magra para depois poder ter ganho de tônus muscular.

Hoje os tratamentos mais comuns são os feitos com ácido (o ácido retinóico também chamado de tretinoina é muito usado) e o peeling (técnica de clareamento de pele) porque estimulam a formação de tecido colágeno, o que melhora o aspecto das estrias. Mas daí cabe a cada médico para ver o melhor tratamento para o seu paciente. 

Há vários outros tipos de tratamento também como cremes, pomadas, entre outros. E também tem o método laser estria que é o mais eficaz de todos, pois melhora bastante o aspecto das estrias através da redução dos vasos sanguíneos o que faz com que retire a cor avermelhada da estria sem deixar ou causar o aparecimento de manchas.

O outro problema que eu tenho aproximadamente apenas 1% da população tem esse problema que é chamado “HIPERSUDORESE” ou “HIPERIDROSE” que é caracterizado por uma transpiração anormalmente aumentada, ou seja, suor excessivo devido o excesso das glândulas sudoríparas que são as glândulas que produzem o suor. É mais comum ocorrer em regiões como a palma das mãos, pés, axilas e barriga.

Essa doença, problema ou qualquer outra coisa que você queira chamar é muito ruim e constrangedor! Quando estou fazendo provas sempre suo e a minha folha geralmente fica molhada, daí eu tenho que colocar outra folha por cima para apoiar minha mão fazendo com que não haja o contato direto do meu suor com o papel que estou escrevendo.

Sempre quando eu vou falar com alguém, ou cumprimentar alguém, tenho que enxugar minhas mãos nas calças. Quase nunca ando de havaianas, ou chinelos em geral, porque quando ando de chinelo e passo por um local que tenha areia, como o meu pé soa muito a região fica parecendo uma lama, como se fosse um solo do manguezal. Haha... O que chega até a ser engraçado, mas que não é muito legal para quem tem isso.

Devido tudo isso, meus caros leitores, sempre surgiram algumas piadinhas no tempo do colégio em relação ao meu suor... Chegavam até de me chamar de Aquaman. Kkkkkk... E como eu suo bastante e às vezes minhas mãos chegam até a pingar de tanto suor e diziam que eu perdia água por osmose! Haha...

A hiperidrose pode deixar as mãos úmidas e frias, desidratação e inclusive pode causar efeitos emocionais aos indivíduos. Todas as três primeiras estão presentes em mim, a quarta não... eu acho super chato, mas tento não me importar tanto.

Como esse fato atrapalha muito no dia-a-dia das pessoas que tem hipersudorese muitos pacientes procuram tratamento para ter uma melhor qualidade de vida. Pode-se usar pomadas nas mãos para tentar diminuir o suor excessivo, uso de cloreto de alumínio (AlCl3), porém muitas vezes não há melhora e quando ocorre isso o paciente pode recorrer ao processo cirúrgico, denominado Simpatectomia Videoendoscópica, ou então a aplicação da toxina botulínica (Botox). 

Eu poderia explicar mais sobre esses dois procedimentos, mas acho que quem se interessar mais pode dar uma pesquisada e se informar. Não estendo mais, pois se não o post ficaria muito longo. E caso conheçam alguém que tem hipersudorese, por favor avisem a ela sobre isso! Durante muito tempo quando eu era pequeno os médicos não sabiam o que era esse suor excessivo, apenas há 5 anos que fui me informar melhor sobre isso e desde os 6 anos eu ia aos médicos para saber um pouco mais desse problema, mas eles não sabiam informar muito sobre.

Espero a opinião de vocês nos comentários! Obrigado por terem lido mais um post.

E lembrem sempre de ter uma prescrição médica e nunca se automedicar.

Até mais, deuterostômios,
MAY THE FORCE BE WITH YOU!

4 comentários:

  1. Haha, muito bom o seu post, Aquaman... kkkk

    Já tive estrias por um tempo, agora nasceram outras mas são mais discretas. ><

    De qualquer forma, seu texto é muito bom e informativo, parabéns, Dudu!!

    ResponderExcluir
  2. Hmmmm... Esse Aquaman é realmente bom nos posts, viu?
    Adoro a forma como você escolhe os temas, Dudu kkkk Mas já te falei isso, né?

    Bom, já te falei sobre a perda de peso e as estrias, mas sobre a hipersudorese... Não acho que seria ruim a cirurgia. Claro, eu teria medo porque tenho medo de qualquer coisa que fure kkkk Mas acho que valeria a pena sim, já que você vive com isso desde sempre.

    Gostei mesmo do post, Dudu!! :3

    ResponderExcluir
  3. Engraçado como instintivamente a gente desenvolve as mesmas estratégias: a folha dobrada sob a mão que escreve, a enxugadinha na calça antes do cumprimento, a rejeição às havaianas (tá achando ruim, Aquaman? Pois pense no que é o verão carioca para uma aquawoman? Mas, sinceramente, nunca fiz drama disso. Fico me achando a pessoa mais equilibrada do mundo quando vejo hipersudorese ser tratada como doença e os relatos médicos sobre os grandes constrangimentos e problemas de interação social causados por ela...? Tenho 48 anos, suo nas mãos, de pingar, desde que me entendo por gente, e - na boa? - isso nunca me impediu de nada, embora eu possa ter assustado alguns garotos quando tinha a sua idade. Desculpe dizer, mas, em 99% dos casos, garotos de 18, 19 anos dirigem mal e uma das coisas que desperta uma fonte quase inesgotável de água nas minhas mãos é freada brusca. Então, mais de uma vez, tive que dar explicações a jovens motoristas boquiabertos olhando para o painel do carro que pingava onde minhas mãos estavam pousadas. Desconfio que eles ficavam mais desconfortáveis do que eu. Bem, muito bom o seu artigo. Só uma dica: dá uma olhada na conjugação do verbo "suar", que diferente da do verbo "soar". É um verbo que gente como a gente tende a ter que usar muito. É melhor ter a conjugação afiadinha!

    ResponderExcluir
  4. Engraçado como instintivamente a gente desenvolve as mesmas estratégias: a folha dobrada sob a mão que escreve, a enxugadinha na calça antes do cumprimento, a rejeição às havaianas (tá achando ruim, Aquaman? Pois pense no que é o verão carioca para uma aquawoman? Mas, sinceramente, nunca fiz drama disso. Fico me achando a pessoa mais equilibrada do mundo quando vejo hipersudorese ser tratada como doença e os relatos médicos sobre os grandes constrangimentos e problemas de interação social causados por ela...? Tenho 48 anos, suo nas mãos, de pingar, desde que me entendo por gente, e - na boa? - isso nunca me impediu de nada, embora eu possa ter assustado alguns garotos quando tinha a sua idade. Desculpe dizer, mas, em 99% dos casos, garotos de 18, 19 anos dirigem mal e uma das coisas que desperta uma fonte quase inesgotável de água nas minhas mãos é freada brusca. Então, mais de uma vez, tive que dar explicações a jovens motoristas boquiabertos olhando para o painel do carro que pingava onde minhas mãos estavam pousadas. Desconfio que eles ficavam mais desconfortáveis do que eu. Bem, muito bom o seu artigo. Só uma dica: dá uma olhada na conjugação do verbo "suar", que diferente da do verbo "soar". É um verbo que gente como a gente tende a ter que usar muito. É melhor ter a conjugação afiadinha!

    ResponderExcluir